segunda-feira, 22 dezembro , 2014
Dieta e Saúde

0 29

▶️ Massa
2 ovos
1 pote iogurte desnatado
4 col sopa de leite em pó Molico
8 cs de farelo de aveia sem glúten ou outra farinha sem glúten (tipo Amina)
6 cs de leite desnatado
3 cs de adoçante Culinário (Tal & Qual)
2 Cs achocolatado diet ( Gold)
1 Cs de cacau em pó

▶️ Bata todos os ingredientes ( com fouet, liqüidificador ou batedeira) e coloque no forno por uns 25 minutos. Enquanto isto, faça o recheio:

▶️ Recheio/ cobertura:
1 pcte pudim diet chocolate
500 gr de morango

▶️ Faça o pudim como indicado na embalagem. Corte os morangos em pedaços.
Depois que o bolo estiver pronto, corte ao meio, passe uma camada do pudim e coloque alguns morangos. Cubra o bolo também e enfeite com os morangos

Quem já está se preparando para o verão pode apostar nas receitas de sucos detox não só para perder peso, mas também para ajudar na manutenção do bronzeado.

Suco de cenoura para bronzeado

Ingredientes:

200 g de morango
3 folhas de hortelã
20 g de cenoura ralada
1 fatia de gengibre
2 colheres de açúcar

Modo de preparo:

Coloque todos os ingredientes no liquidificador e complete com água até 500 ml. Bata e sirva.

0 867

A conquista da barriga sarada é o sonho de muitas mulheres. Saiba que somente exercícios físicos não irão te ajudar a alcançar o seu objetivo, pois somente com uma alimentação adequada aliada ao exercício você conseguirá queimar a tão indesejada gordura abdominal. Confira cinco alimentos que ajudam a definir a barriga e mantenha a sua rotina mais saudável.

Carne magra (peixe, frango ou gado)

Esses alimentos são ricas fontes de proteína, recomendados para as adoradoras de barrigas definidas. Eles fazem com que a musculatura fique tonificada junto a um bom treino na academia, ajudando a deixar a barriga durinha.

Ovos

Fonte de proteínas, os ovos possuem aminoácidos essenciais para o organismo, provocando uma digestão mais lenta, o que faz com que a fome seja saciada por mais tempo e com que o corpo elimine gorduras, principalmente as da barriga.

Alimentos integrais

Além de todos os benefícios dos alimentos integrais, eles também ajudam no melhor funcionamento do intestino, fazendo com que o corpo libere hormônios que mantém o equilíbrio do corpo e fazem com que você perca gordura com maior facilidade.

Fibra de maracujá

A fibra de maracujá ajuda a eliminar toxinas e regula o funcionamento do intestino. Ela é perfeita para desinchar a barriga e suas fibras solúveis fazem com que ela seja uma grande aliada de dietas de emagrecimento.

Linhaça

A linhaça ou farinha de linhaça ajudam a tirar gordura abdominal. A grande quantidade de fibras dessa poderosa semente controla o seu peso por proporcionar maior sensação de saciedade e diminuem o inchaço do seu corpo.

Alimentos que você não deve consumir

  • Alimentos congelados
  • Doces
  • Alimentos refinados (farinha branca)
  • Açúcar
  • Biscoitos recheados
  • Frituras

Dica para manter a barriga em forma

Além da prática de exercícios físicos regular e da alimentação saudável, você deve também beber no mínimo dois litros de água por dia para alcançar o seu objetivo com saúde.

Fonte: Outra Medicina

0 166

Conhecido, também, como glicídio ou hidrato de carbono, o carboidrato é encontrado em amidos e açúcares, que podem ser adicionados ou que estão naturalmente presentes em nossa alimentação, tais como: pães, biscoitos e cereais, macarrão, arroz e grãos, vegetais, leite e iogurte, frutas, açúcar, mel e alimentos que contenham açúcar.

O carboidrato é o nutriente que mais afeta a glicemia por que 100% de sua ingestão transforma-se em glicose que aumenta proporcionalmente à quantidade de carboidratos ingeridos.

É no grupo dos vegetais ou hortaliças que podemos encontrar alimentos que apresentam baixos teores deste nutriente.

O Grupo A contém cerca de 5% de carboidratos:
Abobrinha, acelga, agrião, aipo, alcachofra, alface, almeirão,aspargo, azedinha,beldroega, berinjela, bertalha, bredo, brócolis, broto de bambu, broto de samambaia-do-campo, carapicus, caruru, cebolinha, coentro, couve, couve-flor, dente-de-leão, escorcioneira, espinafre, folhas de (abóbora, batata, beterraba, cenoura, couve-flor, inhame, mandioca, quiabo, uva e urtiga quando ainda tenras), funcho, jambu, jiló, maxixe, mostarda, nabiça, ora-pro-nobis, palmito, pepino, pimentão, rabanete, repolho, serralha, salsa, taioba, tomate, trapoeraba e etc.

O Grupo B contém cerca de 10% de carboidratos:
Abóbora, bardana, beterraba, calabura, cenoura, chuchu, ervilha verde, fava, jurumbebe, nabo, quiabo, rábano, repolho-de-bruxelas, tupinambo (girassol-batateiro), vagem e etc…

O Grupo C contém cerca de 20% de carboidratos:
Aipim, araruta, batata inglesa, batata-baroa, batata-doce, fruta-pão, inhame, milho verde, pinhão(37% de carboidratos).

A classificação das hortaliças em A, B e C segundo a concentração de carboidratos, permite uma flexibilidade maior nos cardápios, substituindo-se as hortaliças do mesmo grupo, umas pelas outras, sem modificar o valor calórico da dieta.

As hortaliças do mesmo grupo se comparam somente no que se relacionam as calorias, e não ao seu valor mineral e vitamínico, em que cada qual tem características próprias, por exemplo: couve tem um alto teor de pró-vitamina a, muito mais elevado que alface; espinafre tem mais ferro e brócolis vitamina C.

O diabético pode se servir à vontade do Grupo A, já os outros grupos, a ingestão será conforme o planejamento alimentar individual.

Fonte: Amigo do diabético

0 293

Quando se fala em dieta, uma das primeiras coisas que se pensa é em cortar a gordura do cardápio. E faz sentido. Entre os nutrientes temidos de dietas como carboidratos e açúcar, a gordura é aquele que mais facilmente é estocacado no corpo.

Mas, muita calma. O seu corpo precisa e vai pedir por ela. Segundo a nutricionista Thaianna Velasco, a recomendação é de 30% da dieta. É a gordura que fornecerá a energia necessária para você aguentar a correria do dia a dia, vai ajudar a absorver determinadas vitaminas e até mesmo manter o seu corpo quentinho, nas noites mais frias.E é nessa hora que entra a lista de alimentos que preparamos para você. Se você tem que consumir, que consuma o melhor.

Diga se você não conhece alguém que foge do abacate como o diabo foge da cruz; ou que se recuse a comer azeitona porque ela é muito gordurosa. Eles são ricos em gordura, sim, mas, se consumidos sem exageros, não vão fazer mal para a sua dieta e ainda farão bem para a sua saúde.

Abacate (Foto: Reproduo/GNT)Você não precisa fugir do abacate! Entenda por que na lista abaixo

 

Uma dieta rica em gordura saturada (na prática, a gordura saturada é aquela que fica sólida em temperatura ambiente, como é o caso da manteiga) pode levar à problemas cardíacos e você deve evitá-las; mas comer a gordura certa, por outro lado, podem proteger o coração. O que você precisa ficar atento é à qualidade e à quantidade da gordura que consome.

“As gorduras monoinsaturadas (encontradas no azeite, abacate, açaí, oleaginosas – castanha-do-pará, amêndoas, nozes, pistache, avelãs – e sementes em geral) promovem melhora nos níveis de colesterol, saciam a fome e são ricas em minerais como zinco e magnésio; as poliinsaturadas (presentes em peixes, como sardinha, salmão, atum e arenque, além de fontes vegetais, como a linhaça, óleo de canola, rúcula e semente de chia, maior fonte vegetal de ômega 3) são antiinflamatórias e atuam na promoção dos bons níveis de triglicerídeos e prevenção de doenças do coração“, resume a nutricionista Gabriela Maia.

Para facilitar, listamos abaixo seis alimentos ricos em gorduras do bem que você pode consumir sem drama:

Salmão

O salmão é conhecido pela sua fama de gordinho, de gorduroso. Mas, espera aí, porque não é qualquer gordura, não!

Segundo a nutricionista Gabriela Maia ele é rico em ômega-3, que faz parte das poliinsaturadas, e tem importante ação anti-inflamatória, atua na promoção dos bons níveis de triglicerídeos e na prevenção de doenças do coração.

E tem um time de peso com ele: sardinha, salmão, atum e arenque, além de fontes vegetais, como a linhaça, óleo de canola, rúcula e semente de chia, maior fonte vegetal de ômega 3.

Amêndoas

Todas as oleaginosas, como castanha-do-pará, nozes, pistache e avelãs, são ricas em gorduras do bem. Mas as amêndoas são as de mais baixa caloria.

23 amêndoas inteiras contém pouco mais de 14 gramas de gordura, sendo 9 gramas de gorduras monoinsaturadas e 3,5 de poliinsaturadas.

Azeitona

Acrescentar 10 azeitonas grandes na sua salada vai somar a ela cerca de 5 gramas de gordura, 3,5 delas monoinsaturadas e 0,4 de poliinsaturados. Gorduras do bem!

Ovos

Sobre o ovo, uma coisa é certa: uma unidade grande e inteira tem quase 5 gramas de gordura, mas mais da metade delas são gorduras do bem!

São 2 gramas de monoinsaturados e 1 grama de gordura poliinsaturada.

Abacate

O temido abacate é mesmo rico em gordura. Mas é gordura do bem, minha gente. Metade de um abacate contém cerca de 15 gramas de gordura total, e quase 10 dessas são monoinsaturada (2 gramas são poliinsaturados).

E, quer saber, falam tão mal do abacate, mas veja só: uma vitamina de leite integral com abacate tem 235 calorias, enquanto a vitamina de leite integral com banana, muito menos temida, tem 201 calorias (1 copo de 240 ml). Se você prefere abacate, essas 34 calorias a mais valem muito mais à pena.

Abacate é um importante aliado na saúde da visão, ajudando a prevenir a catarata

Fonte: GNT

FIQUE CONECTADO

DEPOIMENTOS